Pausa

Escrevo este post para dizer que, por achar poucos hinos disponibilizados na internet,  nos padrões dos aqui já postados, e, mais especificamente por novos compromissos surgidos, pararei momentaneamente, provavelmente por dois meses, de postar novos hinos, quando novamente postar espero ter habilidade de trazer algumas novidades a este blog a fim de acrescer algo aos já 1.821 posts que aqui já foram publicados, nesta pausa também cuidarei dos meus outros dois blogs, o primeiro: http://crentebatista.blogspot.com/ no qual tenho postado uma série de estudos nos quatro Evangelhos, buscando colocá-los em ordem cronológica e o segundo: http://asescrituras.wordpress.com/ onde o objetivo é responder algumas questões bíblicas que são tratadas, por alguns, como contraditórias. Agradeço a atenção de todos, até breve.

Published in: on 9 de janeiro de 2012 at 3:11 pm  Deixe um comentário  

Conclusão do curso música na balança

ATENÇÃO: É muito importante assistir cada lição deste curso na ordem, pois cada lição constroi sobre o fundamento do outro.

XIV. Conclusão
A. “O Meio É A Mensagem”
B. Considere a Abordagem

Resumo da Lição:  A posição de muitos evangélicos é que música é amoral, a letra é que determina se é a música é boa ou não.  Porém este estudo tem revelado as conclusões profissionais de médicos, sociólogos, psiquiatras, musicoteapeutas, comentaristas Sociais e músicos que fortemente indicam o contrário!  “O meio é a mensagem” (Joseph Mussulman)  Qual é o “meio” na música cristã contermporânea?  A grande maioria é música rock.  Se o meio é a mensage, qual a mensagem do meio?  Veja o que disse Steve Lawhead, um escritor evangélico que apoia o uso de música rock: “Música Rock é um proponente ativo de duas das filosofias mais cruéis e prefudiciais deste século:  humanismo secular e miilismo.  Resumidadmente, humanismo secular é aquela linha de pensamento que afirma a dignidade e o valor da humanidade e sua capacidade de auto-realização através de razão somente, rejeitando qualquer consideração sobrenatural ou espiritual.  Niilismo defende o ponto de vist lúgubre de que valores, morais, e crenças tradicionais são sem fundamento, que a condição presente da sociedade é tão irredimivelmente incorrígível que aniquilação pode ser preferível à qualquer esforço positivo de salvá-la.”  Ignorante do fato de que “o meio é a mensagem”, Lawhead contiua:  “Está na hora de trazer de volta a idéia de pegar um veículo normal, comumente reconhecido, como o rock, e colocá-lo no serviço cristão.”  Uma novidade no mundo musical é o clip de rock, feito notório pelo MTV, que foi inaugurado no dia 1 de agosto de 1981.  Agora os dois maiores sentidos humanos experimentam por inteiro a mensagem da música:  visão e audição.  A sensualidade evidente na programação do MTV tem estado presente na música por 30 anos.  Aqueles que tem aceitado a música não tem razão para agora rejeitar o MTV, já que aquilo que é responsável pela sensualidade já tem sido aceitado.  Frequentemente nossa abordagem em determinar o que é apropriado ou não é fazendo a pergunta:  “O Que Há de Errado Nisto?”  A Bíblia nos diz para resolvermos estas questões com uma outra pergunta:  “O Que Há de Certo Nisto?”  “Aprovando o que é agradável ao Senhor”  (Efésios 5:10) Se a resposta for: “Eu gosto disto ou eu gosto daquilo e eu sei que há coisas erradas com ela mas não posso mudar os meus gostos.”, Deus diz:“Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.  Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra.” (Colossenses 3:1,2) O Senhor nos lembra que o crente deve determinar os seus gostos e preferências.  Devem estar de acordo com a Palavra de Deus.  Como isto é possível? “Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; e vos renoveis no espírito da vossa mente” (Efésios 4:22-23)   Nossa oração é que este curso tenha comunicado a importância da música na sua vida; e que o resultado disto seja o tipo de música na sua igreja e no seu lar com o poder de que as Escrituras testificam.  “Ora, pois, trazei-me um música.  E sucedeu que, tocando o músico, veio sobre ele a mão do Senhor.” (II Reis 3:15)“.

Música na Balança – Lição 14 – Conclusão from Timothy Barrett on Vimeo.

Published in: on 25 de novembro de 2011 at 2:57 am  Deixe um comentário  

Elementos da música que honram a Cristo continuação

ATENÇÃO: É muito importante assistir cada lição deste curso na ordem, pois cada lição constroi sobre o fundamento do outro.

XIII. Elementos da Música Que Honra a Cristo
A. Terceiro Elemento: Poder
B. Música com Poder para o Bem
C. Músicos com o Poder de Deus
D. Música Sacra como Ministério ou Entretenimento

Resumo da Lição:  O terceiro elemento de música que honra a Cristo é poder (II Crônicas 5:13-14).  Resultado da música que honra a Deus:  Uma manifestação da presença de Deus.  Isto não é uma “alta” emocional superficial, mas um movimento poderoso do Espírito Santo.  Este tipo de música não vai ser alcançado por aumentar o volume, acrescentar batida sensual que faz pular e rebolar, ou usar palavras irreverentes, sem sentido, fracas.  Aquele que acha que o Senhor é honrado e exaltado por estes métodos está enganado por sua paixão cega pelo som do mundo e iludido por suas emoções.  Capítulos anteriores nos deram evidência suficiente de que o som que o mundo usa tem propósitos maus; portanto, música “ao Senhor” deve evitar o som do mundo se quiser ter poder para o bem.  Em II Crônicas 20 aprendemos que Judá começou a cantar e louvar ao Senhor pelo que Ele iria fazer.  Cantar para eles foi um ato ou expressão de fé e confiança no Senhor – e isto resultou em vitória.  Em  II Crônicas 20 também vemos que o Rei Jeosafá “aconselhou-se com o povo” e “ordenou” os músicos.  Foi um esforço deliberado e organizado para selecionar aqueles que eram qualificados.  (O mesmo ocorreu em I Crônicas 15:16.)  Os envolvidos na música eram escolhidos de acordo com um certo padrão.  Era (e é) um serviço sério, não entretenimento – o Rei se envolveu na escolha – pois era para o louvor da Majestade Santa.  Todos envolvidos no ministério de música devem, no seu viver diário, refletir a “beleza da santidade” e ser um testemunho do evangelho que tem poder de mudar apetites, ações e ambições.  Os músicos com o poder de Deus eram escolhidos ( I Crôn. 16:41-42), bem Organizados (II Crôn. 7:6, 8:14 e II Crôn. 31:2), treinados (I Crôn. 15:22), consagrados (Números 8:5-16), diligentes, Confiáveis, Obedientes (Neemias 10:28,29) e maduros (Números 4:46,47; I Crôn. 23:3-5)  Ministério resulta em Deus sendo exaltado enquanto entretenimento resulta em atenção dada ao músico.  Em ministério, o músico e o ouvinte são tocados pela música, pelo caráter piedoso que ela reflete, e a clara mensagem das letras.  Em entretenimento, o músico e sua audiência são tocados pela habilidade do “artista” para comunicar, influenciar, controlar e inspirar.  Em ministério, o veículo atrai a atenção para o assunto da música.  Em entretenimento, o veículo faz com que o foco seja em si mesmo.  Assim com vemos exemplos bíblicos de música com poder para o bem, existem também exemplos bíblicos de música (som) que se tornou o recurso para realizar a realização do mal.  Daniel 3:5,7,10.  Mateus 14:6-9.  “Senhor, me dê o discernimento e o desejo de encher a minha casa e igreja com a música que tem poder para o bem e a disciplina para evitar o som do mundo.”.”.

Música na Balança – Lição 13 – Elementos da Música Que Honra a Cristo (continuação) from Timothy Barrett on Vimeo.

Published in: on 24 de novembro de 2011 at 2:53 am  Deixe um comentário  

Elementos da música que honram a Cristo

“XII. Elementos da Música Que Honra a Cristo
A. Dedicação do Templo de Salomão
B. Primeiro Elemento: Unidade
C. Segundo Elemento: Louvor e Ação de Graças

Resumo da Lição:  Ao examinar a dedicação do templo de Salomão, veremos elementos da música que honra a Cristo.  II Crônicas 5:12-14.  Ouve 120 trombetas em volta do altar.  Uma orquestra de 4,000 e um coro de 200,000.  O volume desta música foi mais alto do que uma banda de Rock?  Não!  Volume não aumenta aritmeticamente.  A que ponto música ou barulho é considerado excessivamente alto?  Um concerto de Rock chega de 130 a 140 db.  Deus determinou o volume que ouvidos agüentam – 90 db.  Nosso corpo é o templo do Espírito Santo, incluindo nossos tímpanos.  Quem era responsável por todos os músicos na adoração do templo em Israel?  Davi tinha nomeado 120 homens cujo trabalho era somente dirigir e ensinar “o canto ao Senhor”. (I Crôn. 25:7; I Crôn. 9:33)  O primeiro elemento de música que honra a Cristo é Unidade (II Crôn. 5:13).  Uma técnica comum em música contemporânea é improvisação – cada um faz o que quer com a linha melódica, sem nenhuma preparação especifica.  “Agora, além do ritmo primitivo e alucinante que arrepia e que faz bater os pés, mesmo sem querer, qual é a característica marcante de qualquer banda “quente”?  A resposta – Improvisação – “inventar” em cima da melodia e ritmo irrefletidamente.” (Henderson)  O som de música sacra tem que ser o oposto da música caracterizada por polarização e discórdia que nós ouvimos.  Ela precisa ser uniforme.  Para que todos estes músicos pudessem tocar uniformemente, eles precisavam ensaiar muito.  Ministério de música na igreja é importante para Deus e exige tempo, sacrifício, responsabilidade e dedicação.  Deve ser usado para preparar os nossos corações para a mensagem ao invés de tirar da mensagem por causa de nosso pouco preparo.  Devemos fazer o nosso melhor para o Senhor!  (II Samuel 24:24)   “Música de grupo pode ser encontrada em praticamente toda cultura como um meio de compartilhar alegria, tristeza, amor e união.” (Fishman e Katsh)  Uma família que canta juntos se torna mais unida por esta experiência.  Soldados marcham juntos para música.  “Movimentos sociais tem historicamente usado música para avançar seus sistemas de pensamento e para conseguir união interna.” (Denisoff e Peterson)  “Música provoca reações físicas similares em diferentes pessoas ao mesmo tempo…É capaz de juntar grupos e criar um senso de unidade.  Música tem o efeito de intensificar ou sublinhar a emoção que um evento em particular requer, através de coordenar simultaneamente as emoções de um grupo de pessoas.” (Anthony Storr)  Deus coloca muita ênfase sobre a música na Sua Palavra porque música tem tremendo poder para unificar o Seu povo. (Isaías 52:8,9; Jeremias 31:12; Romanos 15:5-9)  A congregação que canta junta, com corações e mentes preparadas para a mensagem juntos, vai estar unida para alcançar os não salvos junta.  A tarefa do dirigente de música é unir o piano, órgão, outros instrumentos, coro e a congregação em uma só voz – “correndo” juntos (Jeremias 31:12)  O som e a batida do mundo tem sido empregada como um esforço artificial para desenvolver e manter esta vida e vitalidade que ocorrerá naturalmente se seguirmos os padrões de Deus.  O segundo elemento de música que honra a Cristo é louvor e ação de graças (II Crôn. 5:13).  Note que, como o primeiro elemento, este elemento também foi mencionado duas vezes.  A música do cristão deve incluir louvor e ação de graça significante, não palavras banais, vazias e superficiais.  “As palavras que Deus honrou na Bíblia eram um pouco diferentes das da música cristã contemporânea padrão.  Elas exaltavam a grandeza de Deus e Suas maravilhas.  Sua glória era o tema central, e o Seu louvor era o alvo.  Se fossemos remover todos os pronomes pessoais de primeira e segunda pessoa da maioria da MCC, não sobrariam muitas palavras para cantar…”  Uma das maneiras que o filho de Deus pode trazer prazer ao Senhor é através de música.  Produzir ou escutar música envolve o coração (emoção), a mente (intelecto), e o corpo (mãos, pés, lábios, boca).  O Senhor se agrada quando o nosso total é entregue a Ele.  Este tipo de abordagem à música sacra envolve sacrifício, não entretenimento.”.

Música na Balança – Lição 12 – Elementos da Música Que Honra a Cristo from Timothy Barrett on Vimeo.

Published in: on 23 de novembro de 2011 at 2:50 am  Deixe um comentário  

Música notifica Josué

ATENÇÃO: É muito importante assistir cada lição deste curso na ordem, pois cada lição constroi sobre o fundamento do outro.

XI. Música Notifica Josué
A. O Som Se Torna O Mensageiro
B. O Som Contemporâneo
C. Música Country e Sertaneja
D. Poderosa, Mas Sem Poder

Resumo da Lição:   O mal pode ser distinguido do bem apenas através do som?  Piedade e impiedade podem ser percebidas  puramente pelo som?  Êxodo 32.  O som da música vindo do arraial lembrou Josué do som de alarido de guerra.  O som da música deles indicou sérios problemas espirituais.  Na mente e na adoração do povo de Israel, um bezerro de ouro sem poder tomou o lugar do Deus vivo e verdadeiro.  Eles estavam cegos quanto a sua idolatria e sensualidade.  Qual tipo de sons dariam uma indicação tão clara à Josué e Moisés da condição?  Cantores de MCC estão tentando se manter “atualizados” e “agradar a audiência”.  Este é o propósito de música sacra? (Lição  9)  Boa música, que engrandece ao Senhor em seu caráter e som, vai ser uma alegria e deleite para o cristão.  Mas o oposto não é necessariamente verdade.  Música que agrada ao homem pode ou não ser apropriada para ser usada na adoração de um Deus Santo.  Que mensagem o som da maioria da música cristã contemporânea (Rock) daria a Josué?  Ela indica contentamento, comunhão com o Senhor e pureza?  Veja citações no vídeo e note o que o mundo tem dito a respeito do som de Rock.  Exemplos: “Sexualidade e hostilidade eram a diretriz [de Rock & Roll]” (John G. Fuller) “O que precisamos lembrar é que música tem um impacto físico no ouvinte e que ela produz uma mudança sensorial na sua percepção de ser.  Este impacto físico, é claro, é o que  música pop está conscientemente buscando.” (Gilbert Rouget)  Resultado:  O ouvinte de MCC (Música Cristã Contemporânea) é enganado em acreditar que teve uma experiência espiritual, quando na verdade, foi somente física (sensual).  “Há um enorme e poderoso estímulo sexual, embora subconsciente, implícito tanto no ritmo e letras de música rock.” (David Elkind)  Não estamos discutindo motivos e intenções, mas fatos.  “…Rock entrega às crianças, numa bandeja de prata, com toda a autoridade pública da indústria de entretenimento, tudo que seus pais sempre diziam que tinham que esperar até crescerem para ter e que entenderiam mais tarde.” (David Elkind)  “Repetição aumenta preferência.  Portanto, quanto mais ouvimos algo, mais tendemos a gostar.” (Fishman e Katsh)  “Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o temo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado.”  (Hebreus 3:13)  “…Música pode trazer à tona imagens e fios de pensamentos que, por causa de suas relações com a vida interior de um certo indivíduo, podem eventualmente culminar em afeto.” (Leonard Meyer)  Qual é a mensagem de Música Country / Sertaneja?  Os títulos das músicas nos dão uma indicação do tema da música.  A maioria devastadora fala de triângulos amorosos.  “Há evidências para a alegação de que fãs de musica country estão insatisfeitos.” (Denisoff e Peterson).  Filipenses 4:11.  “Como artista de música country, eu não me orgulho das coisas em meu ramo de trabalho.  Na minha mente não há duvida de que estamos contribuindo para o declínio moral na América.” (Aranza) “Muitos artistas de rock cresceram com música country e western, e suas formas e sons característicos são semelhantes ao som conjunto de rock – as combinações instrumentais e as técnicas são bem paralelas…a divisão entre country e western e pop urbano praticamente já não existe mais.” (William J. Schafer)  Êxodo 32:22-24.  A música que o povo de Israel cantou em louvor, adoração e celebração deste ídolo satânico tinha o som de guerra.  Era poderoso para levá-los mais profundamente em adoração à ídolos e perversidade, mas não tinha poder para apontá-los ao Deus vivo e verdadeiro.”.

Música na Balança – Lição 11 – Música Notifica Josué from Timothy Barrett on Vimeo.

Published in: on 22 de novembro de 2011 at 2:48 am  Deixe um comentário  

Instrumentos de louvor

ATENÇÃO: É muito importante assistir cada lição deste curso na ordem, pois cada lição constroi sobre o fundamento do outro.

X. Instrumentos de Louvor
A. Na Imagem de Deus
B. Palavras para Louvar ou Palavras para Agradar
C. Seus Instrumentos de Louvor

Resumo da Lição:  Deus nos criou para o Seu prazer. (Apocalipse 4:11)  Nós Somos Musicais.  Toda a Criação de Deus É Musical.  Toda a natureza reflete música.  Deus não é só o criador de música; Ele próprio é um Ser musical.  É imprescindível, então, que o caráter da música do crente reflita o Criador.  O músico cristão tem a obrigação de comunicar claramente os atributos de Deus na música sacra.  “Na base da criação se encontra designo, não caos, e música como parte da ordem criada em nosso mundo deve participar das leis de nossa existência.  Forma musical artística demonstra as características de ordem e propósito da criação de Deus.  Sem coerência, formato, propósito, ou forma, não existe música…Música consistente afirma bem este aspecto da doutrina da criação; música que é caótica, por faltar forma coerente, nega esta doutrina.” (Johansson)  O som da música e as palavras dos cânticos devem refletir o evangelho.  Todos os aspectos de música sacra – o caráter do som, as implicações das letras, a maneira em que são transmitidos os sons e as letras, e o espírito com que são projetadas – devem puxar o ouvinte do mundo e dirigir a sua atenção ao Senhor.  O principal foco deste estudo tem sido, e continuará sendo, no som em vez de nas palavras.  Porém, é importante considerarmos algumas das letras encontradas em música sacra contemporânea.  Muitas das músicas “contemporâneas” dão a idéia de intimidade, sem deixar claro de quem estão falando.  Qual veículo o salmista usou para expressar alegria sobre o que Deus criou?  Música (Salmo 104:31-34)  Na música do cristão devem estar presentes palavras sobre:  Seu Nome (Salmo 105:1); Suas obras (Salmo 105:1); Suas maravilhas (Salmo 105:2); Sua justiça (Salmo 145:7).  Freqüentemente, a música cristã contemporânea expressa mais sentimentos, emoções e condições sobre “você”, “mim”, “meu”, e “eu” do que sobre o Senhor.  Muitas das músicas se referem vagamente à coisas espirituais.  Música sacra também deve ser usada para ensinar e admoestar. (Colossenses 3:16)  “Os Teus estatutos têm sido os meus cânticos na casa da minha peregrinação.” (Salmo 119:54)  Música sacra não é para entretenimento.  Por que muitos dos artistas cristãs populares estão produzindo música que não se encaixa nos padrões da Palavra de Deus?  A maioria dos artistas cristãos contemporâneos compartilham poucas das nossas posições bíblicas.  Muitos estão pregando “outro evangelho”.  Se o louvor que é devido a Deus se torna barulho (Amós 5:23) aos ouvidos de Deus, isto é em parte o responsável pela confusão, descontentamento, intranqüilidade e carnalidade na comunidade cristã.  Se esta verdade é tão óbvia, Mesmo quando a verdade é revelada e é tão óbvia por que pessoas estão tão cegas?  Estar morno espiritualmente causa cegueira!  (Apocalipse 3:14-17; II Pedro 1:1-9)  Muitas fontes nos mostraram que a música hoje em dia tem contribuindo para esta condição.  No Velho Testamento existem muitas referências à musica instrumental e vocal.  No Novo Testamento existem poucas referências à musica e talvez somente 1a referência à instrumentos (I Cor. 14:15 – Cantar, “psallo”, termo instrumental)  “Há uma razão básica porque não encontramos mais referências à música na igreja primitiva do Novo Testamento.  Era um corpo que temporariamente se reunia em casas, em navios,no mercado, à beira mar.  As vezes às escondidas, longe daqueles com um intento maligno de eliminá-la.  Já que não existia nenhum lugar de reunião seguramente estabelecido, era impossível organizar um programa de música formal.  Músicos do N.T. utilizavam mecanismos musicais simples para instrumentação e isto era feito sob circunstâncias difíceis.” (Leonard Seidel)  No Velho Testamento, Deus habitava com seu povo no templo.  Seus filhos empregavam instrumentos, às vezes milhares deles (I Crôn. 23:5), para louvar ao Seu nome.  Hoje, Ele habita em nós. (I Cor. 6:19-20)  Nós, conseqüentemente, somos seus instrumentos de louvor.  Podemos usar instrumentos musicais para louvor a Deus; mas lembre-se, um instrumento é uma extensão da pessoa que a está tocando – ele revela a personalidade de quem a toca.  “O violino faz parte de mim mesmo.” (Anne-Sophie Mutter)  Enquanto o filho de Deus canta e toca, deve estar ciente de que Deus habita nele e que ele, o crente, é o Seu instrumento de louvor.”.

Música na Balança – Lição 10 – Instrumentos de Louvor from Timothy Barrett on Vimeo.

Published in: on 21 de novembro de 2011 at 2:42 am  Deixe um comentário  

Dito “ao Senhor”

“ATENÇÃO: É muito importante assistir cada lição deste curso na ordem, pois cada lição constroi sobre o fundamento do outro.

IX. “Ao Senhor”
A. Um Som Alterado
B. Um Povo com Discernimento
C. Uma Aliança Inapropriada
D. O Propósito da Música Naquela Época – Na Palavra de Deus
E. O Propósito da Música Agora – Na Igreja

Resumo da Lição:  Crossover – termo usado para descrever o cantor que quer penetrar tanto o mercado secular quanto o sacro.  Se a sua música vai apelar para o mundo, o som precisar parecer-se com o mundo.  Artistas “evangélicos” aplicam a batida “disco” e outras batidas sensuais para apelar para o mundo.  Muito da música do mundo que ouvimos passivamente e descuidadamente não é ofensiva porque não a ouvimos sem a batida.   “Mas,” você retruca, “Eu gosto deste tipo de música.  Eu não consigo mudar os meus gostos…”.  A Bíblia diz que devemos determinar os nossos gostos.  (Colossenses 3:2)  Música era muito importante na vida do povo de Israel.  Quando seus capturadores pediram para eles cantarem uma das canções de Sião eles responderam:  “Como cantaremos a canção do Senhor em terra estranha?” (Salmo 137:1-4)  Como os cristãos podem levar aquilo que é “ao Senhor”, para a Sua glória, e usá-la para entreter o ímpio?  Revistas “evangélicas” até saem com listas comparando grupos de MCC com grupos e artistas seculares.  Hoje, não só estão usando a música do Senhor para entreter pagãos, mas a música pagã está sendo usada como música do Senhor.  O propósito na Palavra de Deus é sempre “ao Senhor”.  Música é importante na igreja, deve ser preparada com dedicação, ou é só para “tapar buraco”?  O alvo da música mais mencionado por “evangélicos” em uma pesquisa é para evangelizar.  Seria difícil provar isto pela Palavra de Deus.  (Veja trechos bíblicos no vídeo.)  Evangelismo pode ocorrer quando o povo de Deus O louva com música.  Porém, quando o propósito da música é para evangelizar, o elemento de louvor é enfraquecido na tentativa de apelar para o mundo.  Então que lição poderemos aprender da história de Paulo e Silas na prisão?  Oração e louvor em música ao Senhor dará resultados!  “Bom é louvar ao Senhor, e cantar louvores ao Teu nome, ó Altíssimo.”   Salmo 92:1  Louvar a Deus é bom porque nosso Deus é bom, Ele nos dá alegria através de louvor, isto é bom para a criação dele emocionalmente; é um bom testemunho – pode levar outros a fazerem o mesmo; dará resultados com Deus.”.

Música na Balança – Lição 9 – “Ao Senhor” from Timothy Barrett on Vimeo.

Published in: on 20 de novembro de 2011 at 2:36 am  Deixe um comentário  

A música cria o clima

“ATENÇÃO: É muito importante assistir cada lição deste curso na ordem, pois cada lição constroi sobre o fundamento do outro.

VIII. A Música Cria O Clima
A. Mundanismo na Música
B. Estilo ou uma Extensão de uma Filosofia?

Resumo da Lição:  Nesta lição, iremos concentrar no fator som e o que ela comunica, independentemente das palavras.   A expressão “A um doce espirito aqui”  é biblica. (João 4:23)  O pastor prega a verdade.  A música prepara os corações para ouvirem a mensagem; portanto, deve ser compatível com esta verdade.  “Não pode haver música alguma sem ideologia.” (Denisoff e Peterson)  Música sempre influência doutrina, emoção, opinião – o pensamento inteiro de alguem.  “Porque, como imaginou no seu coração, assim é ele.” (Prov. 23:5a)  O que é mundanismo na Música?  Alguns tipos de música são mundanos por causa de sua identificação com o mundo.  Se for tocada  em lugares mundanos é porque os frequentadores destes lugares esperam este som.  Iremos pegar estes sons e trazê-los para dentro de nossas igrejas?  Como vimos, certos tipos de música apelam para a carne e estes tipos de música se encaixam em lugares mundanos pois satisfazem, agradam e nos entretem.  Música sacra deve ser para louvor ao Senhor e não para entretenimento.  Música mundana também pode ser identificada pelo som.   Que imagem vem à sua cabeça ao ouvir música saindo de um bar, clube, etc.?  Que imagem o mundo tem ao passar por nossa igreja, nosso carro, ou nossa casa?  Se alguém sem Cristo está cansado do barulho que o mundo oferece e procura música que alimenta o espirito, a sua igreja os atrai ou ela tem as mesmas qualidades e sons do que o mundo?  Nesta lição também vemos várias técnicas deliberadas que são usadas por cantores.  “Uma das vozes mais suaves e sexys de qualquer bairro” (Jay Cocks)  Que técnicas de canto causaram este comentário a respeito de uma contora? (assista à lição)  “Porque os lábios da mulher estranha destilam favos de mel, e o seu paladar é mais suave do que o azeite.  Longe dela seja o teu caminho, e não te chegues à porta da sua casa.” (Provérbios 5:3,8)  “Quando você toca música, você também abraça um estilo.  Um estilo sugere maneiras de sentar, maneiras de cantar, e maneiras de sentir rítmo.  Também sugere maneiras de pensar.” (Rothstein)  As grandes obras musicais do mundo são do estilo polifônico (combinação de melodias).  O salvo deve saber porque este tipo de música é grande:  Efésios 5:18-19  Quando estivermos cheios do Espirito Santo iremos produzir melodia.  Melodia deverá refletir o caráter de Deus e imitar a verdade do evangelho.  Não há nada de relativo nas palavras do evangelho (João 14:6) e nem deve haver no evangelho cantado.  A música do mundo (e de muitos “evangélicos”) adota um estilo de “faça como quiser”.  Tudo é relativo, não existem absolutos.  (Esta é a filosofia do existêncialismo divulgada pelo filósofo francês Jean-Paul Srtre no fim da década de 40.  Não é conincidência que muitas das técnicas de voz e música discutidas neste capítulo originaram na música da década de 40 e 50.)  “Música, para ter ordem, sempre deve envolver restrições, limitações e regulamentos do som.” (Rothstein)  Já descobrimos que música não é meramente questão de preferência ou gosto.  Devemos concluir agora que o estilo é importante.  O estilo em si reflete e projeta a filosofia.  “…artifício subsitiu arte, e efeito sensual substituiu emoção sincera.” (Cyril Scott)  Da mesma maneira que vogais e consoantes podem se tornar em blasfêmia, caneta e papel nas mãos de qualquer artista podem se tornar pornografia, assim também, notas e ritmos, nas mãos de um compositor ou artista, podem se tornar sensuais.”.

Música na Balança – Lição 8 – A Música Cria O Clima from Timothy Barrett on Vimeo.

Published in: on 19 de novembro de 2011 at 2:31 am  Deixe um comentário  

Música constrói e música destrói

“ATENÇÃO: É muito importante assistir cada lição deste curso na ordem, pois cada lição constroi sobre o fundamento do outro.

VII. Música Constrói e Música Destrói
A. A Importância do Ouvir
B. Música no Mayflower
C. Egoísmo – Rebelião – Idolatria
D. “Aquietai-vos”

Resumo da Lição:  “Música pode portanto enobrecer ou degradar caráter, fazer homens melhores ou piores do que são” (Julius Portney)  O Ouvido é o principal veículo para entender e aumentar a nossa fé. (Romanos 10:17)  Música exerce um papel fundamental em espalhar cristianismo de “boca para fora”, filosofia anti-Deus, e estilo de vida mundano.  Como podemos resistir e “nadar contra a correnteza”?  Isaías 51:3 aponta a parte da música que deve predominar:  “A voz de melodia.”  Ouvir a Deus e edificar nossa fé inclui música.  Qual era a única parte da música que os Puritanos cantavam aos domingos?  Melodia.  Hoje melodia (parte espiritual) e harmonia (parte emocional-intelectual) estão praticamente enterradas pelo ritmo pulsante e dominante (parte física).  Hoje pessoas estão obcecadas com o físico; e a música, secular e até “sacra”, reflete esta obsessão.  Nas últimas décadas, nossa sociedade mudou de uma ênfase em “outros” para uma atitude mais egoísta.  Pessoas querem gratificação instantânea em todos os aspectos da vida.  Crescimento na vida cristã não é instantâneo.  Ordem na música deve refletir ordem na vida cristã.  Qual das 3 áreas de necessidade (espiritual, intelectual / emocional ou física) pode ser satisfeita mais rapidamente? Física.  A maioria da música hoje é popular porque satisfaz a necessidade que é mais facilmente e mais rapidamente satisfeito.  Outro Silogismo:  “A ênfase da maior parte da música contemporânea, sacra e secular, está no ritmo; ritmo é a parte da música que exige uma reação física; logo, a maior parte da musica de hoje em dia, secular e sacra, alimenta e satisfaz a parte egoísta, egocêntrica e de auto adoração do homem.  O elemento com poder de destruir vidas, famílias e nosso relacionamento com o Senhor é o mesmo que prevalece a maioria da Música Cristã Contemporânea.  Não devemos ter a atitude do mundo:  “Eu quero e do jeito que eu gosto.”.  Em vez disto devemos dizer, “Eu sou Teu, Senhor, para moldar como bem quiser.  Influencie meus pensamentos e afetos, e os faça conformar com a Tua perfeita vontade.”  “Rock & Roll se tornou um ponto focal para rebelião, e precisa ser entendido neste contexto.” (Julius Portney) Desde Elvis Presley, cantores populares tem se tornado mais do que pessoas para nos entreter.  “A sexualidade de Presley tinha muito a ver com seu enorme sucesso.  Pessoas achavam que ele era sexual, e aqueles que gostavam desta sexualidade o apreciavam mais por isso.” (Charles Brown)  E como os filhos de Deus têm agido?  Abraçando a música , movimentos, filosofia; imitando a atmosfera em seus shows; fazendo Ídolos de cantores de Rock “cristão”.  A sociedade também tem regredido ao nível de adoradores de barulho.  “Acabe com o deus do barulho que você vem adorando.  Você pode se surpreender ao descobrir que você vai até conseguir entrar no quarto sem ligar o estéreo.  Você pode até chegar a entrar no carro sem estender a mão para ligar o rádio!  Eu digo, busque quietude por um tempo.  Tal comodidade deve ser buscada com diligência.” (Tom Allen)  Em II Crônicas 15, um povo tinham caído em idolatria.  Ouvindo a Palavra de Deus, Asa teve uma reação dupla – Negativo:  Removeu os ídolos; Positivo (para equilibrar):  Renovou o altar do Senhor.  Resultado: “O Senhor lhes deu repouso ao redor”.  No meio de tanta confusão, secularismo, bagunça, e intranqüilidade ao nosso redor, o Senhor oferece descanso para aqueles que criam coragem para fazer a Sua vontade.  Deus criou tudo na natureza para ter uma estação de descanso – estar quieto.  Há um tempo de “cantar com júbilo ao Senhor”, mas também há a necessidade de estar quieto diante do Senhor para uma estação de ouvir e refletir.  “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus.” (Salmo 46:10)”.

Música na Balança – Lição 7 -Música Constrói e Música Destrói from Timothy Barrett on Vimeo.

Published in: on 18 de novembro de 2011 at 2:27 am  Deixe um comentário  

Ordem na música traz harmonia na vida

ATENÇÃO: É muito importante assistir cada lição deste curso na ordem, pois cada lição constroi sobre o fundamento do outro.

VI. Ordem na Música Traz Harmonia na Vida
A. Efeitos da Música Aplicados
B. Como na Vida, Assim na Música

Resumo da Lição:   Já aprendemos que música nos afeta em tres maneiras: Espiritualmente, Mentalmente, Fisicamente.  Música também é dividida em três partes básicas: Melodia, Harmonia, Ritmo  “Música é o uso do som para tocar a alma humana.” (Christopher Hogwood)  Qual é a Reação do Homem?  A melodia afeta o espírito do homem.  Efésios 5:18-19 indica claramente que a melodia deve predominar na música de um cristão.  Salmodiar (“fazer melodia”) está ligado ao controle do Espirito Santo em nossa vida.) Harmonia é a parte intelectual da música.  Ela une a melodia com o ritmo. Ritmo é a parte física da música – derivado da palavra grega “rheo” que signfica pulsar ou palpitar.“Ritmo é enraizado no corpo de uma maneira que não se aplica tão acometidamente à melodia e harmonia.” (Dr. Anthony Storr)  O ritmo da música (assim como o pulso – o batimento cardíaco – do nosso corpo) deve estar sob controle para estar saudável.  “Referimo-nos à sexualidade da música em termos de seu ritmo – É a batida que exige uma reação física direta…” (Simon Firth)  “Quando pulsação e síncope são a base rítmica da música num salão de danças, os movimentos dos que estão dançando invariavelmente se tornam muito sensuais…” (David Tame)  O que causa os movimentos?  O Ritmo.  Não é a “Batida de Rock” que faz uma música feliz ou triste; assim como não são as coisas da carne que trazem alegria e satisfação para o salvo? Que características deixam uma música feliz ou triste? (assista a lição)  A “Batida Pulsante” do Rock acrescenta sensualidade, não alegria, à música!  A ordem na música deve refletir a ordem na vida cristão:  1º Espiritual, 2º Alma (intelectual, emocional), 3º Físico (sob controle).  Não se trata de gostos ou preferências, mas sim de princípios. (Romanos 8:13)  Música está bem no centro deste trecho que diz que devemos “entender qual seja a vontade de Deus” (Efésios 5:17)  O tipo certo de músic pode reforçar a ordem correta na vida cristã e o tipo de música errado pode negá-la e contradizê-la.  Rítmo não deve ser abandonado, mas estar em equilibrio (balanço) correto com a melodia e a harmonia.  Como o nosso pulso está presente para sustentar a vida, sem chamar atanção para si neste papel; o ritmo deve manter a música em movimento, não dominar o som.  “Música pode ordenar nosso sistema muscular.  Eu acredito que múscia pode também ordenar os conteúdo de nossas mentes.” (Dr. Anthony Storr)“O princípio aqui é que música precisa exibir um fluxo, um sentimento geral de continuidade, que se movimenta progressivamente e irrestistivelmente do começo ao fim…A intenção não é de martelar e forçar uma pulsação musical na mente…” (Dr. Johansson)  “Ritmos musicais afetam tanto os nossos corações quanto as nossas mentes.  Uma maneira de excitar uma série de sentimentos agitados – tensos, excitados, e às vezes sexuais – é através de ritmos insistentes e pronunciados,…engenhosamente usados para aumentar a tensão sexual…bater o rítmo com a bateria pode produzir estes efeitos poderosos por impulsionar os rítmos elétricos do cérebro.” (Revista Pisicologia Atual)  Outro Silogismo Importante:  Para o cristão, colocar o corpo em primeiro lugar é sensualidade; ritmo é a parte física da música; logo, música que é primordialmente ritmo é sensual.  Em uma orquestra, instrumentos devotados exclusivamente ao ritmo: 2-3%.  Em uma banda de Rock, instrumentos devotados ao ritmo: Pelo menos 75%  “A múscia que nós tocamos [música clássica] contém e reflete todas as emoções do homem.”  Quais emoções transmetidas pela Música Rock?  Nós rejeitamos rock como um veículo para comunicar nossa mensagem, já que as emoções da música são incompatíveis com o tema.  Nós aplicamos o som mais clássico e empregamos aquelas emoções enquanto elas refletem e reforçam a mensagem mais claramente.”.

Música na Balança – Lição 6 – Ordem na Música Traz Harmonia na Vida from Timothy Barrett on Vimeo.

Published in: on 17 de novembro de 2011 at 2:23 am  Deixe um comentário  
%d blogueiros gostam disto: