História do hino 289 – Ao pé da cruz

  Um dia William Howard Doane, parceiro de centenas de hinos, trouxe uma melodia para Fanny, a autora do hino, com um pedido urgente. Precisava de um bom hino para aquela noite numa reunião evangelística! Pediu a sua amiga: “Pode dar-me um texto apropriado para esta melodia agora mesmo?” Fanny, para quem um pedido desse tipo não era novidade, aquiesceu. Depois de ouvi-lo tocar sua melodia algumas vezes no harmônio da sua sala, como era o seu costume, ela foi se ajoelhar diante do Senhor no seu pequeno quarto. Na oração, as palavras para o hino “Quero Estar ao Pé da Cruz” vieram a ela com clareza.
  Certamente ela tinha meditado na passagem de João 19 e notado que aquelas mulheres, em contraste com a maior parte dos discípulos, ficaram bem junto à cruz. “Sim, na cruz, sempre me glorio”, do estribilho, descrevia sua determinação de ser como Paulo (Gálatas 6:14), de gloriar-se sempre e somente na cruz de Jesus.
  Ao receber a letra da sua parceira, muito satisfeito com este hino “para o qual o futuro reservaria larga difusão”, Doane cantou-o naquela noite e publicou-o na sua coletânea Bright Jewels (Jóias Brilhantes) em 1869. Deus à melodia o nome NEAR THE CROSS (Perto da Cruz) do título original do hino. 

Fonte: http://www.musicaeadoracao.com.br/hinos/historias_hinos/ha_191.htm, que cita Ruffin, Bernard; Fanny Crosby, Philadelphia, PA, United Church Press,1976, p.30.

Anúncios
Published in: on 30 de maio de 2010 at 9:07 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://crentebatista.wordpress.com/2010/05/30/historia-do-hino-289-%e2%80%93-ao-pe-da-cruz/trackback/

%d blogueiros gostam disto: