História do hino 386 – Cristo meu deleite

  Na vasta escuridão do grande rio Amazonas ouvia-se o ronco do motor de popa de um barco. Um pequeno grupo de obreiros batistas subia no maior rio do mundo, com o grande desejo de ver o evangelho pregado e o reino de Cristo estendido em todo aquele vasto território. Ia neste barco o intrépido “apóstolo ao Amazonas” o missionário Eurico Nelson, outros obreiros da região, também William Edwin Entzminger, em vista a este campo missionário. Mesmo nesta vastidão, pequenas luzes apontavam de ambos os lados do rio, acusando fogueiras, lampiões, lares – povoados – gente precisando do evangelho! Depois de um tempo, Nelson, que gastava todas as suas forças para levar Cristo a estes povos, exclama: “Ah, se eu tivesse mil vozes! Assim proclamaria a mensagem de Cristo a todos!”. Estas palavras gravaram-se no coração do pioneiro Entzminger. Pensou: “se ele e todos nós que estamos pregando a Cristo neste Brasil gigante tivéssemos mil vozes, encheríamos todo o país com os louvores de Cristo!”… A palavras de Entzminger, que como Nelson, daria sua própria vida para Cristo neste país que ele amava, mostram o seu próprio louvor a Cristo, sua vida bem chegada ao seu Salvador e sua visão para o futuro.

Fonte: Cristão, Hinário para o Culto – Música. História. 2 Música sacra- Batista. P. 392, Rio de Janeiro JUERP, 2001.

Published in: on 2 de maio de 2010 at 11:16 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://crentebatista.wordpress.com/2010/05/02/historia-do-hino-386-%e2%80%93-cristo-meu-deleite/trackback/

%d blogueiros gostam disto: