Hino 580 – Vem, visita Tua igreja

Vem! Visita a Tua igreja,
Ó bendito Salvador!
Sem Tua graça ela murcha
Ficará e sem vigor.
Vivifica, vivifica
Nossas almas, ó Senhor!
Vivifica, vivifica
Nossas almas, ó Senhor!

link http://www.youtube.com/watch?v=vtNYIgua7TE

   Esta certamente é a letra menos feliz de todos os hinos do Cantor Cristão, o compositor é o mesmo de vários e belos hinos, entre eles o 1, que é Antífona, mas aqui parece que o Senhor Jesus não habita com a igreja, já que Ele precisa visitar, ora quem visita não é morador e sim visitante, a Bíblia narra que Cristo está continuamente na igreja: “ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” (Mateus 28:20), Ele efetivamente faz morada no crente: “Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.” (João 14:23), Ele anda no meio da igreja “e no meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até aos pés de uma roupa comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro.” (Apocalipse 1:12), sendo este castiçal a igreja: “o mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete castiçais de ouro. As sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete castiçais, que viste, são as sete igrejas.”, por isso Ele conhece as obras das igrejas e as repreende na medida exata e as elogia na medida precisa, Ele fala que conhece as obras em Apocalipse 2:2,9,13,19; 3:1,8.15.
   É possível que esta expressão de visitar a igreja possa ser equivalente a Genesis 21:1: “e o SENHOR visitou a Sara, como tinha dito; e fez o SENHOR a Sara como tinha prometido.” ou mesmo Genesis 30:22: “E lembrou-se Deus de Raquel; e Deus a ouviu, e abriu a sua madre.”, sendo que nestes dois casos se fala que Deus Se lembrou e vistou justamente dando uma bênção em especial, mas como a letra do hino fala em graça, então este sentido é desfavorecido.

Anúncios
Published in: on 20 de abril de 2010 at 2:16 am  Deixe um comentário  

Hino 579 – Olhando para Cristo

Ruge forte, contundente, a guerra do pecado,
Mas os seus clangores¹ vis não podem me afligir.
Sei em Quem confio, pois na Rocha estou firmado,
E celestes bênçãos irei fruir.

Olhando para Cristo, grande Autor da salvação,
Prossigo, pois avisto soberano galardão.
De Deus ministro, me revisto do poder do meu Senhor
Para servi-lO com todo ardor.

Vejo ao longe campos vastos, prontos pra colheita:
Multidões, sem luz, sem Deus, aguardam salvação!
Vem, ó Deus, desperta o amor da geração eleita,
Para os Teus obreiros concede unção.

Desprezando deste mundo as sendas ardilosas,
Volto o meu olhar pra a cruz de Quem me resgatou;
DEle tenho na alma, então, as bênçãos mui gloriosas,
E, feliz, com Cristo, cantando vou!

link http://www.youtube.com/watch?v=S04zFqXC6Wg

1 – som de trombeta, o tinir (das armas).

Published in: on 20 de abril de 2010 at 2:13 am  Deixe um comentário  

Hino 578 – Sonda-me, ó Deus

Sonda-me, ó Deus, pois vês meu coração;
Prova-me, ó Pai, Te peço em oração.
De todo mal liberta-me, Senhor,
Também da transgressão que oculta for.

Vem me limpar dos vis pecados meus,
Conforme prometeste, meu bom Deus.
Faze-me arder e consumir de amor,
Pois quero Te magnificar, Senhor.

Todo o meu ser, que já não chamo meu,
Quero gastá-lo no serviço Teu.
Minhas paixões Tu podes dominar:
Ó santo Deus, vem sempre em mim estar!

Lá do alto céu o avivamento vem,
A começar em mim e indo além.
O Teu poder, as bênçãos, Teu favor,
Concede aos que são Teus, ó Pai de amor.

link http://www.youtube.com/watch?v=UsDcgStuWs0

Published in: on 20 de abril de 2010 at 2:11 am  Deixe um comentário  

Hino 577 – Hino nacional brasileiro

Ouviram do Ipiranga às margens plácidas¹
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da liberdade, em raios fúlgidos²,
Brilhou no céu da Pátria nesse instante.

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!
Ó Pátria amada, idolatrada, salve! salve!

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.
Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido, colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza.

Terra adorada,
Entre outras mil, és tu, Brasil, ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada, Brasil!

Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras³, ó Brasil, florão4 da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!

Do que a terra mais garrida5
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
‘Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida’, no teu seio, ‘mais amores’.
Ó Pátria amada, idolatrada, salve! salve!

Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro6 que ostentas estrelado.
E diga o verde-louro desta flâmula:
‘Paz no futuro e glória no passado.’
Mas, se ergues da justiça a clava7 forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.

Terra adorada,
Entre outras mil, és tu, Brasil, ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada, Brasil!

Tenho para mim que este seja o mais belo hino nacional de todos,  link http://www.youtube.com/watch?v=7ip3rPMp2js&feature=related

1. Plácidas: quieto, sossegado, tranquilo.
2. Fúlgidos: que fulge, brilhante.
3.  Fulguras: emite brilho ou luz intensa.  Figurativamente destaca-se de entre vários, sobressai.
4. Florão:  figurativamente glória; motivo para sentir orgulho legítimo, o que se possui de melhor.
5. Garrida: vistosa; alegre, bem falada.
6. Lábaro: bandeira, estandarte, pendão.
7. Clava: Arma em forma de bastão.

Published in: on 20 de abril de 2010 at 2:08 am  Deixe um comentário  

Hino 576 – Hino à bandeira nacional

Salve, lindo pendão da esperança!
Salve, símbolo augusto da paz!
Tua nobre presença à lembrança
A grandeza da Pátria nos traz.

Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil,
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil.

Em teu seio formoso retratas
Este céu de puríssimo azul,
A verdura sem-par destas matas,
E o esplendor do Cruzeiro do Sul.

Contemplando teu vulto sagrado,
Compreendemos o nosso dever,
E o Brasil, por seus filhos amado,
Poderoso e feliz há de ser.

Sobre a imensa nação brasileira,
Nos momentos de festa ou de dor,
Paira sempre, sagrada bandeira,
Pavilhão da justiça e do amor!

link http://www.youtube.com/watch?v=VXLz7RUNWNg&feature=related

Published in: on 20 de abril de 2010 at 2:05 am  Deixe um comentário  

Hino 575 – Hino da proclamação da república

Seja um pálio¹ de luz desdobrado
Sob a larga amplidão destes céus
Este canto rebel, que o passado
Vem remir dos mais torpes labéus!
Seja um hino de glória que fale
De esperanças de um novo porvir!
Com visões de triunfos embale
Quem por ele lutando surgir.

Liberdade! Liberdade!
Abre as asas sobre nós!
Das lutas na tempestade
Dá que ouçamos tua voz!

Nós nem cremos que escravos outrora
Tenha havido em tão nobre país…
Hoje, o rubro lampejo² da aurora³
Acha irmãos, não tiranos hostis.
Somos todos iguais! Ao futuro
Saberemos, unidos, levar
Nosso augusto estandarte que, puro,
Brilha, ovante4, da Pátria no altar!

Se é mister que de peitos valentes
Haja sangue no nosso pendão,
Sangue vivo do herói Tiradentes
Batizou este audaz pavilhão!
Mensageiro de paz, paz queremos,
É de amor nossa força e poder,
Mas da guerra nos transes supremos
Heis de ver-nos lutar e vencer!

Do Ipiranga é preciso que o brado
Seja um grito soberbo de fé!
O Brasil já surgiu libertado,
Sobre as púrpuras régias de pé!
Eia, pois, brasileiros, avante!
Verdes louros colhamos louçãos5!
Seja o nosso país, triunfante,
Livre terra de livres irmãos!

Dos quatro hinos oficiais, julgo este o mais belo de todos, tanto letra quanto música, sobretudo pelo momento histórico do país naquela ocasião, logo após a abolição da escravatura, por isso que a segunda estrofe começa falando que outrora haviam escravos, e que naquele dia já não havia mais irmão tirano, hostil, pois entendiam que todos são iguais,  link http://www.youtube.com/watch?v=nJfKSfqiPqA

1. pálio: espécie de dossel sustido por varas, debaixo do qual vai o Sacramento nas procissões ou os reis nos cortejos.
2. lampejo: clarão momentâneo.
3. aurora: parte do dia que precede o nascer do sol.
4. ovante: que recebe ovação, vitorioso, triunfante.
5. “loução” quer dizer com saúde, “verdes louros” significa os ramos com suas folhas, de uma árvore chamada loureiro, que era usada na Grécia antiga para fazer “coroas de louro” às quais serviam para premiar os atletas que venciam as provas das Olimpíadas que eram disputadas em Olímpia… Essa frase : “Verdes louros colhamos louçãos” significa “que ganharemos com saúde as maiores glórias!”

Published in: on 20 de abril de 2010 at 2:04 am  Deixe um comentário  

Hino 574 – Pátria brasileira

Do meu país Brasil, ó terra varonil,
É meu cantar.
Que matas virginais, que rios sem rivais
E lindos litorais tu tens sem par!

Tu, minha Pátria, tens maravilhosos bens
No seio teu;
Tão belos laranjais e ricos cafezais,
Riquezas naturais, orgulho meu!

Sê livre, meu país, sê forte, sê feliz
Sob justas leis;
Aos filhos da nação concede proteção
Do crime e da traição, ó Rei dos reis!

E faze-a prosperar, e sempre caminhar
Na Tua luz;
Que sempre com favor e com excelso amor
Te cerque o bom Senhor e Rei, Jesus.

link http://www.youtube.com/watch?v=1dmsmRSj4Dk

Published in: on 20 de abril de 2010 at 2:02 am  Deixe um comentário  

Hino 573 – Dormindo no Senhor

Dormindo no Senhor,
Bendito é nosso irmão;
Perante o trono, vencedor,
Desfruta a salvação.

Dormindo no Senhor,
Liberto já do mal,
Deixando o mundo e seu labor,
Descansa em paz real.

Dormindo no Senhor –
Oh, santa e calma paz! –
O gozo do divino amor
Sua alma satisfaz.

Dormindo no Senhor –
É doce assim morrer!
Do crente a morte é sem terror,
É ir com Deus viver.

link http://www.youtube.com/watch?v=GZ_qvoshn1I

Published in: on 20 de abril de 2010 at 2:01 am  Deixe um comentário  

Hino 572 – Dormir em Cristo

Dormir em Cristo é muito bom,
Já livre de perturbação,
Fruindo, assim, ditoso dom:
Do mundo ter libertação.

Dormindo em Cristo o nosso irmão,
Já livre está de todo mal;
Não sofre dor nem tentação,
Já goza a vida perenal.

Dormindo em Cristo o nosso irmão,
Bem junto está do Salvador;
Já goza a santa comunhão
Com os remidos do Senhor.

Dormir em Cristo é estar em paz;
O despertar, supremo bem,
Pois Ele transportar-nos faz
Ao gozo divinal de além.

link http://www.youtube.com/watch?v=jYU9OFuOq4U

Published in: on 20 de abril de 2010 at 1:59 am  Deixe um comentário  

Hino 571 – Morte do crente

Para o crente o morrer é cessar
Do trabalho, cessar de gemer;
É com Cristo Jesus repousar,
Sim, é principiar a viver.

Pra gozar com Jesus,
À morada de Deus eu irei;
Vou viver com Jesus,
E a coroa da vida terei.

O morrer é do mundo voar;
O morrer é pra Cristo subir;
O morrer é com Cristo habitar;
O morrer é pra a glória partir.

É sentir uma dita sem par,
É ter parte na bênção dos céus,
É prazeres celestes gozar,
É chegar à morada de Deus.

link http://www.youtube.com/watch?v=9BeaVuHoIbk

Published in: on 20 de abril de 2010 at 1:58 am  Deixe um comentário  
%d blogueiros gostam disto: