Os sentenciados

Sobre o homem pesa uma grande condenação e o pior a sentença já está pronta só esperando o momento de ser aplicada, qual é a sentença? A resposta é: a morte eterna, e só há um meio de modificá-la para seu benefício próprio, analisemos a sentença:

O homem pecou e passou a viver ser dominado pelo pecado, e tal pecado o separa de Deus: “mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça.” (Isaías 59:2)”, o pecado, como os demais atos, tem a sua conseqüência, o resultado é a morte: “porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” (Romanos 6:23), todos os homem se encontram na mesma situação, ou seja, separado de Deus e destinado à morte: “porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;” (Romanos 3:23); ao contrário do que se pensa o destino do homem já está estabelecido, portanto é correto dizer que você leitor já está condenado: “quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” (João 3:18).

Mas Deus proveu uma boa notícia, ela está na parte final do último versículo, em outras palavras, é possível mudar a sentença, enquanto há vida se pode modificá-la, a sentença atual diz que a condenação é iminente: “e a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.” (João 3:19), as obras más mencionadas são os pecados, a sentença será definitivamente estabelecida com a morte, logo mais será dito o motivo, e aplicada após a morte: “e os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.” (João 5:29), exatamente isso os mortos voltarão à vida para receberem sua punição: “porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal.” (II Co 5:10).
A boa notícia é que você, mesmo tendo uma sentença contrária, pode ser absolvido, como pode ser isso? A Bíblia responde: “na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.” (João 5:24), o meio proposto é Cristo, a tal ponto de mudar a condenação em absolvição: “aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece.” (João 3:36), e os que crerem também voltarão à vida: “porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.” (João 6:40), mas invés de condenação para tomar posse, em definitivo, da vida eterna: “para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:15).

Então a pergunta que deve restar em seu coração: “e, tirando-os para fora, disse: Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar?” (Atos 16:30), a resposta é: “e eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.” (Atos 16:31), isso porque: “a saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.” (Romanos 10:9,10).

Quando ser salvo? A resposta só pode ser hoje: “determina outra vez um certo dia, Hoje, dizendo por Davi, muito tempo depois, como está dito: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações.” (Hebreus 4:7), até porque você não sabe o dia em que irá partir, houve um homem que achou que viveria muito tempo e gozaria muito da sua riqueza: “e disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens; e direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga.” (Lucas 12:18,19), mas observe a continuação da passagem: “mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?” (Lucas 12:20).
Outro motivo de crer em Jesus como seu Salvador pessoal hoje é que a salvação só é disponível enquanto em vida, após a morte não há mais possibilidade alguma de você ser salvo “e, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo,” (Hebreus 9:27), o que exclui totalmente a possibilidade de segunda chance, creia no Senhor Jesus Cristo como o seu Salvador pessoal agora e seja salvo, só em vida você pode mudar a sentença condenatória em absolvição.

Caso já creia em Cristo fico feliz, já é um salvo, anuncie o Grande Salvador aos outros, começando por seus amigos.

Anúncios
Published in: on 10 de fevereiro de 2010 at 8:26 pm  Comentários desativados em Os sentenciados  
%d blogueiros gostam disto: